Poder e Autoridade – uma diferença relevante

Poder não é mesma coisa que autoridade. Todos conhecemos líderes que têm poder, ocupam a caixinha superior do organograma, mas não possuem autoridade. Ou seja, carecem de expressão ou sumidade para lá estar.

Líder com autoridade é raro; líder com poder é o que mais existe. Infelizmente. E, até por falta de autoridade, usa e abusa do poder para se justificar. Não precisaria forçar a barra, se tivesse autoridade. Esta seria suficiente para a sua legitimidade.

O maior risco do líder sem autoridade é embriagar-se com o poder de mando. É muito sedutor para o ego essa coisa de ordenar e ser obedecido. E, também, conceder-se privilégios ou gozar deles por espontânea delegação dos próprios súditos.

Para quem tem poder sem autoridade, a aparência vale mais do que a virtude. Parecer é mais importante do que ser. E, parecendo mais do que sendo, enche-se de si, mas esvazia-se de valor e sentido.

Se o maior risco do líder sem autoridade está no poder de mando, podemos acrescentar que o maior risco do poder de mando está na vaidade. E vaidade implica a existência de outros traços nada simpáticos: pretensão, convencimento, fanfarronice, arrogância, presunção, ostentação, soberba, vanglória. Todos o que já trabalharam sob a batuta de um líder poderoso, mas sem autoridade, sabem o quanto é penoso lidar com egos inflados.

Quem resvala da autoridade para o poder investe menos no próprio olhar do que no alheio. Preocupa-se com o que pensam a seu respeito, em vez de concentrar-se em sua consciência. Prefere manter as aparências do que viver a própria essência.

Pensando bem, a diferença entre o líder com poder e o líder com autoridade talvez sequer seja sutil, como possa parecer às vezes. Líderes com poder são conhecidos, pois gostam de aparecer. Líderes com autoridade, muitas vezes, são desconhecidos. Trabalham e contribuem em silêncio, sem alarido nem ostentação. Atuam por meio de suas equipes. Mantêm-se, humildemente, no anonimato. Ao final, não se sabe ao certo de quem é a obra, que, embora tenha uma assinatura coletiva, na retaguarda conta com alguém que, com autoridade, faz toda diferença.

Quem leu esse artigo também leu esses:

  • Conversar para aprender

    “Nós reagimos à nossa imagem do mundo e não ao mundo”. Está aí uma grande...

  • O tipo de pensamento que resolve problemas.

    Imagino que você, enquanto líder, se depare com frequência com os mesmos tipos de problemas...

  • Tática da foca funciona!

    Quem disse que não?  A tática da foca funciona, sim. Nunca neguei, nem mesmo quando...

Acompanhe também no instagram