Diminua a piração!

Um dos primeiros artigos que escrevi antes de estourar a pandemia fazia referência ao burn out. A inspiração veio de uma matéria da revista Exame, em edição que explodia o termo em inglês na capa, com subtítulo surpreendente:  “o esgotamento pelo trabalho é o tema de gestão de pessoas mais quente de 2020.”

O que tanto a Exame como nenhum de nós fomos capazes de prever é que o tema mais quente foi a pandemia, não o burn out. A revista, no entanto, registrava uma possibilidade que se tornou real. Passado um ano do prognóstico bombástico, infelizmente, estamos com dois perigos em alta: pandemia e burn out, ameaça física e esgotamento emocional ao mesmo tempo.

Ouço muitos líderes gabando-se do aumento da produtividade por conta do home office e do teletrabalho, sem manifestar nenhuma preocupação com o que pode ser ainda mais danoso, por silente que é: a acídia. Trato, aliás, desse tema no livro “O Velho e o Menino” para definir o enfraquecimento da vontade, algo menos físico do que psíquico. É mais sério do que a pandemia, pois não há vacina para a acídia. 

A questão é que muitas empresas, mesmo diante da cruel realidade, ainda reforçam a transpiração, quando tudo o que as pessoas mais precisam é de inspiração. 

Inspire-me! é uma das súplicas do colaborador, aclamada ainda mais em tempos de pandemia, em que a morbidez reaparece de hora em hora.

Precisamos lembrar que, para muito além do homo economicus forjado na velha economia, existe o ser humano, cuja principal vocação é ser humano. Busca emprego e sobrevivência, mas – antes de mais nada – deseja viver com paz de espírito e alma leve. Quer trabalhar para viver, não para morrer. 

Inspiração se consegue por meio de relações humanas autênticas, diálogos de qualidade, confiança mútua. 

Uma liderança inspiradora sabe escutar, demonstra empatia, afasta o medo, aguça a curiosidade, promove o aprendizado, lança desafios factíveis, oferece sentido e significado. Promove a vida.

Tudo isso faz parte do Capital Relacional. Substituir o trans pelo ins pode ajudar a diminuir a piração no mundo. Pratique e constate!

Quem leu esse artigo também leu esses:

  • Facilite para o cliente, por favor!

    Complicatus vem do verbo latino complicare, que significa “fazer muitas pregas”, ou seja, “tornar difícil”....

  • A justa medida nos relacionamentos

    Quem não quer bem-estar ou estar bem? Mais do que merecemos, precisamos alcançar esse estágio,...

  • Entre a autoridade e a autonomia

    Um filme de treinamento que usávamos há tempos, se passava no departamento de protótipos em...