Deseje o sopro de vida

Tem sempre algo a ser feito quando queremos surpreender um cliente. Uma mensagem com o produto, um detalhe relacionado ao serviço, um telefonema inesperado. Algo de concreto acontece. Inspirar já é de outra natureza: abstrato, etéreo, místico.

Quem vive muito no caráter prático, objetivo e pragmático tem pouca inclinação para inspirar. Aliás, nem consegue reconhecer inspire-me como uma súplica de cliente. E, talvez, um cliente também prático, objetivo, pragmático possa aparentar não ter essa súplica. Mas saiba, embora de muita sutileza e quase invisível, ela é muito humana e desejada. Inspiração é como um sopro de vida. Quem não o deseja?

Mais que em qualquer outro tempo, o de pandemia requer algo que areje a mente, acalente o coração e faça o corpo respirar com leveza. Duvido que haja alguém que não tenha revisto a sua escala de valores diante da tremenda realidade instalada em nossas vidas. Praticidade, objetividade e pragmatismo, qualidades ímpares para a nossa sobrevivência, não dão conta de alentar a nossa existência. Desejamos ir além, portanto a inspiração é uma súplica legítima. Inadiável.

A inspiração é a mãe da imaginação e a imaginação, por sua vez, é o reino das possibilidades infinitas, onde só existe lugar para a abundância, não para a escassez. É nela que buscaremos – e encontraremos – as soluções para as nossas desditas do dia a dia. 

Inspire-me! é a súplica de quem está desconfortável na situação de criatura e busca a sua condição de criador. É, portanto, uma súplica saudável em todas as ocasiões e ainda mais oportuna em tempos tortuosos. 

Não estranhe, porém, as dificuldades tanto de captar a súplica como a de oferecer uma resposta criativa a ela. São próprias de quando permanecemos com o foco nos desafios diários, em que o útil vale mais do que o belo. Mas quem gosta e aprecia a arte endossa o que diz o célebre escritor Victor Hugo: “O belo é tão útil quanto o útil. Talvez até mais”.

Abrir-se para essa dimensão é dar outra grandeza aos nossos negócios, empresas e projetos. A arte faz parte do valioso processo.

Assim como o propósito, o objetivo de vida de uma empresa é uma definição abstrata, capaz de revestir os desafios com sentido e significado. A inspiração é o sopro de vida que faz com que negócios, empresas e pessoas consigam superar dificuldades e ultrapassar quaisquer obstáculos. 

Compreender e atender a súplica faz parte da sublime arte das relações humanas, tão bem apregoada pelo Capital Relacional. Inspire! É saudável, oportuno e instigante.

Quem leu esse artigo também leu esses: