Da ética à excelência.

Nunca foi tão oportuno refletir sobre moral e ética. Basta dar uma rápida olhada dos noticiários, para ver como é preciso revisitar, com extremo cuidado, esses valores. Moral é um termo muito usado nas questões pessoais e ética, nas profissionais. É como se a moral valesse entre amigos e familiares e a ética, no trabalho e nos ambientes de negócios. Um chefe de família é capaz de colocar a vida em risco para defender a moral dos seus entes queridos. Nos negócios, no entanto, a ética parece não ter o mesmo peso. Costuma, até, ser bem mais elástica.

Num sentido mais profundo, nossas ações determinam quem somos. Integridade implica viver com coerência, assim não existe diferença entre agir moralmente ou eticamente, seja qual for o ambiente.

Muitos pensam em moral e ética como um conjunto de regras feitas para cercear e que nos impedem de fazer coisas tentadoras. Essa é uma visão restrita e equivocada. Agir de acordo com princípios morais e éticos é fundamental. É um terreno onde não cabe negociação, pois qualquer brecha abre caminhos escusos. Trata-se, portanto, de um conjunto em que não podem faltar peças: o ser humano, na sua totalidade, alinha pensamentos com sentimentos e atitudes.

Quando estes elementos básicos estão desequilibrados, a pessoa não se sente bem. Não vive seus valores e sua verdade. Age como se participasse de uma peça de teatro, em que interpreta vários papéis. Distancia-se de si mesma e, assim, de seu potencial, de seu amor-próprio, de sua auto-motivação e até de sua saúde. Ou seja, não tem a menor condição de atuar com excelência, pelo simples fato de que alguém esfacelado, com baixa estima e sem motivação é incapaz de oferecer o melhor de si.

Viver bem e praticar a excelência é uma questão de ética. Excelência tem a ver com interesse real pelo outro (colega, cliente, amigo), o que por sua vez depende de estar bem consigo.

Empresas comuns se preocupam com vantagens competitivas nos produtos e serviços. Empresas de excelência se destacam por contar com equipes formadas por pessoas íntegras, que vivem os seus valores e a sua verdade. Avalie qual é o diferencial de maior força e durabilidade.

Quem leu esse artigo também leu esses:

  • Ilustres desconhecidos

    “Conhece-te a ti mesmo”, frase muitas vezes atribuída ao grande filósofo Sócrates, de tão parecida...

  • O que nos impulsiona e o que nos retém

    Em nenhuma outra esfera da vida ele se apresenta de maneira tão veemente, como na...

  • Demita o medo e coloque a curiosidade no comando!

    Nos muitos anos atuando com líderes e empresas, escuto com muita frequência comentários do tipo:...