Contrata-se gestor para uma Nova Economia

Vivemos tempos difíceis, portanto ser pessimista até parece uma inclinação natural. A devastação da natureza e o ódio entre os seres humanos não promete dias melhores. Mas tamanha desesperança clama exatamente por seu oposto: a esperança. De quem precisamos, agora, mais do que nunca?

Contrata-se gestor que alimente a esperança, certo, no fundo de seu coração, de que ela é a última que morre. Ele sabe muito bem a diferença entre esperança e expectativa. Existe em cada um de nós a expectativa inconsciente de que tudo vai correr bem e dar certo. A expectativa, no entanto, é vítima de um otimismo que não exige ação, na certeza de que só basta esperar. Acontece que se algo não for feito agora, tudo pode acabar e bem mal. 

Contrata-se um gestor cuja obra construa esperanças: a esperança da beleza, a esperança da bondade, a esperança da verdade. A esperança muda comportamentos, quando aliada a ações corretas.

Contrata-se gestor que afaste o medo dos corações de seus colaboradores. Corações amedrontados ficam acuados, encaramujados, envergonhados. Deles não saem boas soluções nem boas ideias. Ao afastar o medo, o gestor dá novo ânimo aos seus colaboradores. Com o ânimo, surge a coragem. Com a coragem, o coração se revitaliza, íntegro, conduzindo cada um à frente, corajosamente. 

Contrata-se gestor que aguce a curiosidade e, de descoberta em descoberta, faça com que a sua equipe caminhe com alegria, vivendo a liberdade interior que leva à criatividade, um lugar onde se percebe a vida como plena de sentido.

Contrata-se um gestor que lance desafios, impedindo a estagnação de seus colaboradores em uma zona de conforto perigosa. Assim, dará a eles, em troca, a oportunidade de evolução e aprendizado, enquanto permitirá que as potencialidades aflorem naturalmente, de maneira que cada um supere seus limites.

Contrata-se gestor que inspire confiança e permita que cada um viva a sua autonomia com responsabilidade, valorizando os erros advindos da iniciativa e da ousadia, promovendo um clima de cooperação e cuidado mútuos, para o bem de todos.

Contrata-se gestor que ofereça sentido e significado aos seus colaboradores, por meio de um propósito que mexa com os corações e as mentes desses preciosos aliados. Que oferte um chamado a partir do qual as chamas individuais se elevem e aumentem o desejo de elevar outras chamas.

Contrata-se um gestor urgente, para que atenda às insistentes batidas na porta, feitas pela Nova Economia. 

Quem leu esse artigo também leu esses:

  • Abram alas para os empreendimentos ípsilones!

    Lampejos de esperança no horizonte! Vem aí uma nova era, que promete um futuro melhor...

  • … e o que é mesmo a Nova Economia?

    Para compreender a nova, é preciso antes entender a velha economia. É composta por galpões,...

  • Descubra o universo do outro lado do balcão

    Modelo de negócio é um conjunto de suposições sobre como uma empresa vai operar ao...



Acompanhe também no instagram