A força do propósito

Este é o título da matéria de capa da Exame, na edição – já nas bancas – de primeiro de maio próximo. O complemento é instigante: “A ciência mostra que enxergar significado no próprio trabalho, algo cada vez mais escasso em todo o mundo, torna as pessoas mais saudáveis e produtivas. E é o caminho para uma vida plena e mais feliz”.

O sentimento é de satisfação ao saber que a mais importante revista de negócios do país resolveu dar destaque a um tema que nós, na Metanoia, tratamos há duas décadas.

A crise que afeta empresas e profissionais, como bem sabemos, é de significado, não de natureza econômica. A matéria caminha por aí. E constata: “estudos no campo da psicologia, da medicina e da neurociência mostram como o propósito, na vida e no trabalho, ajuda alcançar uma existência mais plena e saudável”.

Cita, ainda, pesquisa da Gallup, revelando que 85% dos empregados não se sentem engajados no trabalho. Mais: “cerca de 80% das pessoas não sabem qual é a sua paixão ou têm mais de uma e não sabem qual escolher”.

Uma empresa com propósito é admirada e conquista reputação, atrai, retém e engaja colaboradores e cultiva a lealdade dos clientes, como consta na matéria. É uma verdade que temos analisado ao longo dessas duas décadas, tal como o fato de que um propósito organizacional não conquista colaboradores enquanto eles mesmos não descobrirem os seus próprios propósitos. Só reconhece quem conhece. Colaboradores com propósito são mais engajados, motivados e contributivos.

Por essas e por outras, no final de 2017 lancei o livro “O Velho e o Menino” que trata da instigante descoberta do propósito, como indica o seu subtítulo. De lá para cá, milhares de pessoas de nossa comunidade acolheram o desafio de buscar seus propósitos, na certeza de que uma vida com significado é mais saudável do ponto de vista material e também espiritual. O processo recebeu o nome de “Chamamento”, aludindo  à conexão entre a chama pessoal – o desejo – e o chamado externo –, algo que vai além dos ganhos financeiros e da sobrevivência.

Seguimos propositando vidas e negócios. Com muita e gratificante antecedência, diante da atual e instigante reflexão, estampada nas bancas de revista. Antecipar-se faz toda a diferença!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*