Veja se você se superou, mesmo!

Como saber se você se superou? Vamos lá, confira alguns sinais relevantes. Isso acontece sempre que faz as coisas por si, sem necessidade de estímulos externos. Quando não necessita de peixes tóxicos para se interessar por algo ou alguém. Quando é capaz de trocar a motivação resultante de impulsos externos pelo entusiasmo derivado de impulsos internos.

Você se supera, também, quando vive tanto a sua autonomia, como a liberdade. Quando se sente não apenas livre de, que já representa um grande avanço, mas principalmente livre para, uma clara evidência de que caminha orientado por um farol lá na frente, o seu propósito.

Você se supera, ainda, quando precisa de poucos bens materiais, entretenimento, conforto, poder, controle ou fama. Quando diz não de boca cheia para todos os apelos contrários aos seus valores, sem sentir nenhuma necessidade de agradar nem medo de desagradar. Você se supera quando você é mais você!

Você se supera quando se envolve com tudo ao seu redor, ao mesmo tempo mantendo o centro, o eixo de referência, o foco, o desígnio, o valor que melhor lhe representa. Você sabe o que quer e porque quer.

Você se supera quando, diante dos desafios, descobre potenciais que nem sonhava ter. Quando desvenda, em si, dons e talentos adormecidos que aguardavam ser despertados. Você se sente mais inteiro, contributivo e realizado.

Você se supera quando se livra do “fazer o que gosta” para “fazer o que precisa ser feito”, ampliando assim a sua virtude da entrega. Oferece, então, o seu melhor para quem precisar, despojada e gratuitamente.

Você se supera quando se preocupa menos consigo e, assim, libera mais energia para experimentar a vida e ofertá-la aos outros.

Você se supera quando ajuda a diminuir o estado de letargia daqueles com quem entra em contato. Ajuda-os a livrar-se da entropia e acena com os ventos oportunos da sinergia.

Você se supera sempre que coloca o amor no lugar do medo. Quando faz isso consigo, cria as condições para que os outros também se beneficiem dessa paz de espírito.

Você se supera quando sente que a sua vida pertence a algo maior e mais transcendente do que a mera existência. Quando assume um compromisso com a humanidade e o mundo do qual faz parte.

Então, se assim se encontra, na plenitude, comemore! Ainda não o suficiente? Continue em marcha, sempre em frente! A caminho de sua essência!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*