Vamos sonhar juntos?

Sonho com uma nova economia. Um ambiente em que sujeitos sejam sujeitos e objetos, objetos. Se existir alguma distorção, por acaso, que os objetos sejam tratados como sujeitos.

Sonho com uma economia que promova a igualdade. Não aquela em que todos tenham as mesmas coisas. Nem todos sofrem das mesmas carências ou padecem das mesmas ambições. Mas que as oportunidades sejam iguais para que todos vivam seus desejos íntimos e únicos, aqueles que fazem a vocação se expressar.

Sonho com a incompletude preenchida pelo trabalho. Que este preencha o que ainda falta, e que a farta transforme o trabalho em obra. Ainda mais: que nessa hierarquia entrelaçada, trabalhos e obras promovam a evolução da humanidade.

Sonho com uma humanidade com H maiúsculo, em que os erros aconteçam para revelar os acertos, os vícios circundem para ampliar as virtudes, o profano exista para elevar o sagrado, o humano evolua natural e serenamente para encontrar o divino. Que nessa jornada de idas e vindas, possamos crescer em integridade e compaixão.

Sonho a empresa como uma comunidade de trabalho, um tipo de micro sociedade bem sucedida, em que todos tenham voz e vez, as relações sejam atóxicas e nutritivas, os talentos individuais resultem em competência de grupo, e que esta esteja a serviço do bem estar coletivo.

Sonho com cérebros e mentes criando, pensando, raciocinando e resolvendo problemas, mas sem que o coração se corrompa. É o órgão que deve permanecer à frente, ao lado e envolvendo tudo, pois o amor é o seu maior produto.

Sonho com negócios geradores de uma riqueza superior, que vá além da material, necessária para eliminar males sociais como a penúria e a precariedade, mas que ao mesmo tempo combata a maior de todas as misérias: a da escassez de amor. Que ninguém mais morra à mingua na boca da amargura do abandono, da solidão, do isolamento, da exclusão, da falta de fé e de coragem.

Sonho com a vida feita de sentido e significado, como uma bela e gratificante jornada virtuosa. Seguimos juntos, de mãos dadas, pois ainda que seja múltipla, o propósito é um só e a essência é a mesma.

Trilhemos, assim, o Caminho!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*