Use a nova palavra mágica!

Abracadabra era a palavra mágica, em determinada fase da vida, lembra? Guardava mistérios e tinha poderes de desvendar segredos. Nas histórias infantis, era a chave para abrir portas. É, inclusive, milenar.  Já existia dois séculos depois de Cristo e manteve a sua mística até os dias de hoje, pois é usada até pelo “arquifamoso” Harry Potter.

Palavras possuem poder e vida própria. Na infância, abracadabra é mesmo instigante. Abre espaços à curiosidade revelando outras realidades. Na idade adulta, no entanto, com semelhante poder,  a nova palavra mágica é basta!

Basta! é o mesmo que pare! ou chega! Depois de abracadabra, as portas se abriram, uma porção de situações foram experimentadas, muita gente entrou em nossa vida, emaranhamo-nos em uma porção de situações, mas agora…  basta! Está na hora de vivermos a nossa coerência, de ser quem verdadeiramente somos sem aquela falsa vontade de agradar ou aquele velho medo de desagradar.

Você está em um grupo de WhatsApp que nada lhe acrescenta? Basta! Caia fora e destine seu tempo a outros, melhores.

Você continua participando daquelas rodinhas de conversa que não somam nada à sua vida nem à de ninguém? Basta! Saia para caminhar que certamente vai ganhar muito mais!

Você insiste em participar daqueles almoços de domingo, em família, com a televisão ligada transmitindo um monte de bobagens e conversando sempre com os mesmos parentes sobre os assuntos corriqueiros? Dê um basta! E faça de seu domingo um dia de louvor e graça, pois é o que dele se espera.

Você continua dizendo sim quando devia dizer não e não quando devia dizer sim ao cônjuge, ao filho, ao chefe, ao empregado, ao sócio ou a quem quer que seja? Basta! Assuma o sonoro não ou o sincero sim a quem devem ser destinados, sem receio dos desdobramentos.

Basta! é a palavra mágica de quem se emancipou. Como abracadabra, ela abre portas que levam aos patamares superiores, onde você pode se elevar em consciência e se transformar em um alguém melhor.

Somos mais livres e humanos quando vivemos fiel e coerentemente de acordo com os valores que reconhecemos e com as aspirações mais nobres que assumimos.

Por isso, basta! para tudo o que é feio, mau e mentiroso. Basta à mediocridade!

Você não está à venda! Basta!

Seu coração não tem preço! Basta!

Você é sujeito, não objeto! Basta!

Você não é máquina nem recurso! Basta!

Você é gente!

Basta! nem se for só por hoje.

A cada dia que disser basta! será mais fácil repetir a nova palavra mágica no próximo. Experimente e constate!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*