Para onde vamos agora e o que vem a seguir?

São duas perguntinhas cruciais e que remetem a uma busca de propósito. E agora, José? Às vezes, e não poucas, o que falta mesmo é um bom propósito. Seja a pessoa um empregado, um empregador, um estudante, a gravata sufocante pode ser justamente a ausência de propósito.

É bom não confundir propósito com objetivos e metas ou ainda com coisas a fazer. Encontrar-se em constante estado de excesso de ocupações pode ser algo decorrente de falta de propósito. Muito trabalho e baixo compromisso emocional é, na certa, pura ausência de propósito.

Uma despreocupada caminhada pela empresa e uma relaxada conversa no refeitório vai mostrar a você que boa parte das pessoas se encontra nesse vácuo. Elas estão mais preocupadas com a compensação de horas, folgas e feriados prolongados do que com o propósito do seu trabalho. O desemprego, o absenteísmo e os problemas trabalhistas são provas disso. Raramente o assunto é o propósito, seja da empresa ou pessoal. Propósito não costuma ser tema de prosa!  

Por outro lado, executivos e empresários que conseguiram êxito em seus empreendimentos, depois de uma vida inteira e ainda no topo acabam descobrindo tardiamente que escalaram a montanha errada. Também aqui, infelizmente, propósito não foi algo com que valesse a pena se preocupar.

O estudante, em sua busca interminável por currículo, pode descobrir que não é isso o que lhe falta, mas a definição de um propósito.

A ausência de um propósito leva as pessoas, inevitavelmente, a prender-se em detalhes. Detalhes que podem conduzir às distrações ou a caminhos aleatórios, sem direção.

A ausência de propósito é uma grande falta, enquanto a existência dele é uma grande farta. A declaração de propósito de uma empresa é sua mais importante definição de posicionamento. Vale para uma organização, vale para uma pessoa. A clareza de propósito de alguém – seja empregado, estudante, profissional liberal, religioso –  expressa o sentido e o significado de todo o seu projeto de vida.

Por experiência própria, descobri que um propósito bem definido proporciona transformações na vida. As oportunidades aparecem, porque a atenção está concentrada no propósito e em tudo o que a ele se relaciona. A tomada de decisão torna-se mais fácil, porque passa a ter um parâmetro que facilita as escolhas. O desejo, a base do propósito, aciona a motivação e se contrapõe ao medo.

Para onde vamos agora e o que vem a seguir? Só resta a quem não tem resposta para essas perguntas seguir as pessoas que as têm. Faça a sua escolha!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*