Os passos – Foco na luz!

A empresa que sucumbia, afogada em mazelas econômicas, sempre me procurava – pela manhã –  com as mesmas lamentações. Tudo e todos eram motivos para justificar o seu fracasso: a política econômica, a taxa de juros, o câmbio, o governo, a concorrência, os funcionários etc. Na parte da tarde, eu me confrontava com outra empresa que, ao contrário da matinal, mal dava conta de sua prosperidade, tamanho o vigor da trajetória positiva. Mas… era a mesma política econômica, a mesma taxa de juros, o mesmo câmbio, o mesmo governo, a mesma concorrência…

Opa! A concorrência não era a mesma. “A concorrência, no meu mercado, é muito predatória!”. Ouvi (e ainda escuto) isso com muita frequência. Tanto em relação ao passado como ao agora, mais uma vez concluo: não se trata, necessariamente, do “meu mercado”, mas do mercado em que “o mesmo modelo mental” atuava. Foi o que me fez trafegar da consultoria para a educação. A constatação de que a verdadeira mudança não está no sistema organizacional, mas no modelo mental de quem o lidera.

 

Moral da história: o mercado que você cria é baseado, geralmente, em uma quantidade ínfima de informações. Vemos apenas o que está à superfície, nas proximidades, e a partir da mesma perspectiva. Ignoramos a maior parte do todo, porque embora exista não está claramente visível, nem sequer como possibilidade. Tem de ser descoberto.  Atuamos como sonâmbulos, sem perceber que estamos diante de um universo a desbravar, pois despertar para a amplitude depende, fundamentalmente, de um olhar menos apressado e mais abrangente, capaz de mudar de horizonte, em busca de novos ângulos.

Então, acenda a luz! Vem aí METANOIA – OS PASSOS.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*