O passo transformador depende de você!

Tem aquela do sujeito que vai à igreja todos os dias rezar para o santo, pedindo a ele ajuda para ganhar na loteria e sair da miséria:

– Santo, eu suplico!  Preciso muito desse dinheiro para melhorar de vida!

E o devoto repete a ladainha por anos a fio, ajoelhando-se aos pés da imagem que representa a sua devoção.

Eis que, passadas mais de dez décadas, o santo resolve ganhar vida e se pronunciar a respeito, descendo de seu pedestal:

– Eu quero muito ajudar você a ganhar na loteria! Mas, raios, ao menos vá até qualquer lotérica e faça uma aposta!

É uma clássica anedota, que sintetiza muito bem a realidade. A de apostar no destino e acreditar que, sem mais nem menos, as coisas possam acontecer por milagre ou passe de mágica, sem que a pessoa tenha de fazer nada, apenas esperar ou suplicar incessantemente. Quem aposta no destino, acredita na sorte e no azar, tanto como dádiva ou como infortúnio.

Trabalho com educação voltada à mudança de modelo mental.  Assim como vários outros aprendizados, também nesse caso nada acontece se você não fizer a sua parte, o exercício. Vale para os mais diferentes campos de atuação: dança, canto, natação, mergulho, equitação, esgrima, ciclismo, entre outras. Também não existe conhecimento sem que haja estudo. Vale, portanto, para diversas áreas, como por exemplo matemática, geografia, ciências e história.

Ascese é a palavra grega que representa exercício. Mas não apenas um exercício esporádico, quando der tempo ou desejo. Ascese é exercício disciplinado, capaz de transformar a falta de vontade em força de vontade. A disciplina diferencia quem joga com o destino, e não faz a aposta, de quem acredita no desígnio, e dá o passo.

Destino e desígnio têm a mesma origem, o verbo determinar. O destino está determinado para quem dele não se ocupa, repetindo a vida e suas mazelas, sem abrir mão das murmurações. O desígnio está determinado para quem dele cuida e o prepara, sem abrir mão das experimentações.

A diferença entre um e outro está no passo, o primeiro, o fundamental e derradeiro, que abre as portas, os mares, os espaços e, sobretudo, as oportunidades de viver uma vida realmente próspera e gratificante. Comprove por si mesmo!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*