Entres trilhos e trilhas, qual é a sua busca?

Prazer? Ser feliz? Encontrar significado? Qual é a sua busca? São, porém, trilhos e trilhas diferentes.

Para o prazer, existe um trilho instituído. Está aí, flagrante e disponível, para quem quiser passar, sob o som de cornetas e trombones alardeado ininterruptamente pela mídia. As promessas estão por todos os lugares, quer a gente saia ou não às ruas ou esquinas. Nos outdoors das cidades, nas revistas das bancas de jornais, nos comerciais e na maioria das programações da televisão, nos filmes, em nossas caixas de e-mails. Não tem como errar! É fácil encontrá-lo e acessá-lo. Sem sacrifícios.

A felicidade exige um pouco mais de esforço. Há que ter renda para conquistá-la. Depende de grana. É ela que financia sonhos de Cinderela. Roupas de grife, festas e champanhes, carros e casas, praias e montanhas, viagens e diversões. Seduzidos pelo american way of life e influenciados por esse padrão considerado muito bem-sucedido, muitos seres humanos correm freneticamente atrás de tudo isso. Mas como dinheiro não nasce em árvore, é preciso se preparar para obtê-lo, o que pode acontecer mais cedo do que devia, influenciando, inclusive, tanto o tipo de escola como o curso, a profissão e o emprego que melhor assegurem o ansiado destino de felicidade.

“Trabalhe e gaste” é o mantra para essa busca.  Quem tem pressa, pode seguir alguns atalhos. Como diz – sabiamente – um velho amigo, dinheiro dá trabalho ou dá cadeia. O trilho nem sempre é o mesmo.

Significado é busca de outra estirpe. Para começar, não se chega a ele por trilhos, mas só por trilhas. E não há uma trilha comum a percorrer. Faz parte do desafio descobrir a própria trilha. E o mais curioso: a trilha depende do passo. Sem dar o passo, a trilha não se delineia.

Não é nos trilhos da vida que o significado está à nossa espera. Os trilhos existem justamente para nos distrair das boas trilhas. Também não é nos trilhos percorridos por todos que vamos encontrar o que para cada um de nós tem relevância e significado. O significado só será descoberto percorrendo a própria trilha, aquela que foi designada a cada um de nós.

Embora seja trilha e não trilho e ainda que cada um tenha a sua própria, atrevo-me, no livro a ser lançado em breve, a oferecer um percurso. Justifico o meu atrevimento por acreditar que o significado depende de um propósito. E o propósito se apresenta onde houver desejo, intenção, imaginação e esperança.

Vamos juntos nessa busca!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*