Como ser livre de verdade

Liberdade é uma boa palavra. Um valor almejado por muitos. Presente em vários hinos nacionais, remete à independência e autonomia política. Nas empresas, está no sentido oposto do controle, a força externa que subjuga a vontade individual. Existe no âmbito familiar, também, quando as pessoas têm de se submeter às regras da casa.

Muito já foi dito sobre a diferença entre liberdade e liberalidade ou licenciosidade, mas todos esses conceitos são subjetivos, assim como o clássico livre-arbítrio. Em sua eloquência desmesurada, Nelson Rodrigues chegou a dizer que “a liberdade é mais importante que o pão”. Talvez tenha razão. Mas fico com George Orwell, quando diz, na introdução de A Revolução dos Bichos, que “se liberdade significa alguma coisa, significa o direito de dizer aos outros o que eles não querem ouvir”. E nem sempre é agradável saber que a liberdade ansiada pode ser apenas um outro tipo de prisão.

A acepção mais enganosa da palavra e a que mais se persegue é a liberdade de. Sim, porque tem por objetivo livrar-se de algo. Esta semana, a mega-sena acumulou R$ 37 milhões. Ganhar na loteria alimenta o sonho de milhões de brasileiros que almejam a liberdade de… livrar-se do patrão, do emprego, da empresa. Quem sabe, até, livrar-se de uma profissão que não lhe diz respeito ou de um casamento que, embora mantido, sucumbe a cada dia. A liberdade de pode ajudar você, ainda, a ir mais longe, quem sabe mudar de bairro, de cidade, de país, inclusive.

Não é, portanto, uma grande liberdade, pois voltada para a fuga. Escapulir de tudo para continuar aprisionado em si.

Existe, no entanto, a liberdade para. Essa, sim, positiva! Não se trata de reagir contra alguma coisa, mas de descobrir algo novo. E, sobretudo, permite livrar-se do que precisa ser deixado para trás, não como fuga, mas sim como busca de algo mais elevado.

A liberdade para é ainda mais salutar quando orientada por um propósito. E é esse propósito que vai fazer com que a criatividade trabalhe a seu favor.

Propósito é o tema do meu novo livro, em breve nas livrarias. Vale a pena refletir a respeito, porque abre amplas e promissoras perspectivas.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*