Como livrar-se do Mórbido?

Quem leu “O velho e o menino” sabe que Mórbido é um dos personagens do livro. Representa a ansiedade e o medo, sorrateiros inimigos, sempre à espreita. Quando alguém pergunta como livrar-se dele, o Velho Taful responde da seguinte forma:

“Você não vai se livrar. O Mórbido é como a escuridão. Quando estamos imersos nela, o que precisa ser feito é acender uma luz. Somente a luz pode tomar o espaço da escuridão.

O Propósito é como a luz que neutraliza o poder da escuridão. A luz, advinda do Propósito, se sobrepõe à escuridão sem combatê-la. Na verdade, a escuridão continua lá e retorna, caso a luz se apague. Não foi embora nem foi abatida. Permanece latente e invisível.

É bom lembrar-se que a luz, advinda do Propósito, terá a força dos desejos que a sustentam. Tais desejos são como a voltagem do Propósito. Sua intensidade será tanto mais vigorosa quanto mais vigorosa for a força dos desejos.”

Outra pergunta se segue à primeira: qual é a importância do Mórbido na busca do Propósito? O Velho Taful volta a responder:

“É preciso um sul para saber onde fica o norte. De certa maneira, o Mórbido deixa claro, para todos nós, que tudo podemos, mas nem tudo nos é conveniente.

O Mórbido, assim como o Propósito, tem o poder de nos colocar em movimento. Ambos nos movimentam, mas para direções e com sentidos diferentes. Acontece, no entanto, que Mórbido não é o melhor governo. Sempre que decidimos ou agimos com base no medo – exatamente o que o Mórbido representa – os resultados nunca serão bons, ainda que brilhem os olhos no primeiro momento, seduzidos pelo canto do cisne.

Quando decidimos e agimos com base no Propósito, estamos sendo impulsionados por nossos desejos. E, se eles passaram pelo crivo dos cinco desígnios e se você os vive 24 horas por dia, pode ter certeza de que o universo trabalha para você.”

Outras perguntas são feitas, mas bastam as duas primeiras para sugerir reflexões. Só depois seguiremos adiante.

O Velho Taful logo estará de volta!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*