Anjos existem!

Quando menino, eu morava com meus avós naqueles frios rincões do Rio Grande do Sul, ainda mais rigorosos no inverno. Em meu quartinho, no fundo da casa, havia um quadro na parede. Todas as noites, antes de dormir, mas já aquecido sob os cobertores, ficava contemplando aquela gravura. Era um menininho – diziam que era eu – à beira de um abismo, um precipício, correndo sério perigo de vida. Atrás dele, protegendo-o, uma impressionante criatura alada. Era o anjo da guarda com suas grandes asas. Como um acalanto ilustrado, imaginações me invadiam, até o sono chegar, de mansinho, porque eu me sentia protegido pelo ser  de rosto suave e bom.

Anjos. Eu acredito. Da guarda, sim!

Mas agora não acho que sejam em criaturas aladas. Hoje, recordando a história, sei que o anjo dormia de fato naquela mesma casa, embora em outro cômodo. Era a minha avó. Dócil, bem-humorada, amorosa e generosa, ela era o anjo de todos os dias. Só compreendi, porém, muito tempo depois, na idade adulta.

Outros anjos surgiram em minha vida e acredito que cada um de nós tem os seus. São algumas pessoas que nos cercam, mesmo que nem percebamos o quanto nos protegem. A bondade é seu principal atributo. Na acidez dos dias e vivenciando relacionamentos ásperos e rápidos, são esses seres do bem que nos guardam de sentimentos negativos como a raiva, o desânimo, o estresse, o ressentimento.

Terapeutas cuidam de corpos e mentes, mas são os anjos da guarda de carne e osso que tratam de nossa alma. São eles que elevam nossos corações, aliviam fardos e dão o necessário alento à aridez de certos cotidianos, seja por meio de uma palavra, de um gesto, de um sorriso, sempre com atenção e disponibilidade. São eles que, mesmo sem saber, fazem-nos lembrar que em nosso interior existe uma imensa riqueza de possibilidades e que, por isso, vale a pena levantar e andar, quantas vezes forem necessárias.

Que seria de nossa vida sem os verdadeiros anjos do bom sono e da santa consciência? Por eles, vale a pena rezar e agradecer todos os dias, pelo tanto que regem, guardam e governam nossa vida. Amém.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*