Aniversário digno de comemoração

“Fulano está mais maduro, menos inocente, não admite ser passado para trás, deixou de ser bobo”. Ao que tudo indica, o mencionado amadureceu, cresceu, se desenvolveu. Está mais experiente. É o que dizem e comemoram.

Essas referências são feitas principalmente nas datas de aniversário como se houvesse necessidade de justificativas para festejar e oferecer congratulações. Mas tudo o que consigo escutar, diante de tais manifestações, é que o citado se tornou mais complexo, perdeu a simplicidade. Ficou desconfiado e prevenido. Revestiu-se de uma couraça para se proteger. Passou a evitar o risco e a querer a segurança acima de tudo. Envelheceu literalmente, portanto.

Quem disse que envelhecer e conquistar a maturidade é a mesma coisa? É claro que não podemos ser infantis uma vida inteira. A maturidade é um estágio necessário, imprescindível mesmo, porém não implica perder a ingenuidade e a simplicidade.

Há quem envelheça, é certo, sem conquistar a maturidade. Além das dores físicas, inevitáveis, enfrenta também as psicológicas, que poderiam ser evitadas. Sim, fulano está mais maduro, menos inocente, não se deixa passar para trás, deixou de ser bobo, mas, em troca, tornou-se um velho ranzinza, mesquinho, rancoroso e melancólico.

Vida bem vivida é aquela que alcançou uma significação. Isso foi possível por conta de um propósito, que fez com que o fulano se situasse no fluxo de seu tempo e conseguiu ter êxito na expansão de sua consciência. Sobretudo, sem deixar de ser simples, ingênuo e vulnerável, como uma criança.

Amadurecer, de verdade, pode e deve ser muito mais do que apenas envelhecer, algo instintivo e involuntário. Amadurecer é fazer uso das virtudes e potencialidades muito bem amealhadas a cada dia. É a conquista de um estado de espírito.

Então, quanto mais o fulano baixar a guarda, tirar a máscara e remover a couraça para falar sobre as suas lutas, mostrando toda a sua vulnerabilidade e humanidade, mas terá conquistado a maturidade aos olhos de Deus e dos homens.

Aí, sim, está uma conquista digna de todas as comemorações!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*