Acerte sua bússola para o norte: o cliente!

Com frequência, ouço empresários e executivos reclamando das suas margens de lucro, lamentando que não correspondem mais ao que eram no passado. O problema é que continuam buscando o lucro onde ele não está e de forma errada. Insistem numa concepção ultrapassada de lucro. Presos às verdades do passado, não conseguem rearranjar seus negócios e produtos para que as empresas expandam seus resultados.

Produto não gera lucro

Antes de tudo, é bom lembrar que sua empresa, seja ela qual for, está no negócio de satisfação de clientes.

Se foram feitos todos os esforços para tornar os produtos mais econômicos, essas economias já foram repassadas aos clientes. Mas, se ainda assim os preços são leiloados a cada compra, saiba que você precisa rever o seu entendimento sobre lucro. O que você precisa fazer, então, é transformar o seu produto em algo único. Você precisará revesti-lo de serviços e ideias que vão além dos seus atributos físicos e tangíveis.

Fidelização é compromisso emocional e emoção não se encontra em produtos de qualidade certificada. Fidelização decorre do relacionamento entre pessoas e da qualidade dessa relação, o que, por sua vez, tem a ver com excelência, criatividade e valores virtuosos.

Qualidade não gera lucro

 

Quanto do que foi investido na qualidade do produto a sua empresa conseguirá repassar aos preços? Provavelmente, nada. O cliente se ligará não por meio de um produto com qualidade, mas de um serviço com excelência. A excelência está relacionada a uma experiência de serviço: memorável, emocional, que transmite zelo e esmero, atenção e carinho.

Empresa não gera lucro

 

Uma empresa é um centro de custos, não um centro de lucro. O centro de lucro é o mercado, mais precisamente o foco de atuação que abriga o conjunto de clientes que a sua empresa se propôs a atender. Enxergue essa parte do mercado como a região de lucro da sua empresa. E tudo o que a sua empresa precisa fazer é desenvolver competências para capturar lucro nessa região.

Passado não gera lucro

 

É muito comum o desejo de repetir fórmulas que deram certo e o ímpeto de padronizar o sucesso. Esta necessidade é o primeiro passo para o fracasso. É preciso orientar-se pelo presente (demandas atuais) e pelo futuro (demandas potenciais).

 

Gerenciamento não gera lucro

 

O tipo de liderança que gera lucros é aquela que busca – ao mesmo tempo – o comprometimento da equipe de trabalho e a fidelização do cliente.

Um líder que sabe o que é lucro dedica sua atenção e seu tempo a seus colaboradores e a seus clientes. Eles são as únicas e confiáveis fontes de lucro. Se você estiver testando outras direções, acerte o ponteiro da bússola para este norte. É para onde você deve se voltar, sempre! 

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*