A importância do “ainda”

O meu livro O velho e o menino – que será lançado neste mês – é um amigo que vai ajudar o leitor a descobrir o seu propósito. Pensei, sim, em uma obra que nos acompanha sempre, para nos lembrar da importância de um propósito capaz de fazer com que a vida tenha sentido e significado.

“Este livro vai ajudar você a definir o seu propósito, caso ainda não o tenha descoberto. Vai reavivá-lo, se tiver perdido o viço. Vai propiciar uma reorientação, caso esteja construindo castelos na areia. Vai, no mínimo, manter sua atenção focada nesse exercício de busca”. É o que digo, nas primeiras páginas. Em todas as situações, o livro-amigo será sua companhia constante, enquanto ainda não tenha chegado lá da maneira como gostaria.

Talvez vez e outra passem em sua mente pensamentos como “eu não sei” ou sentimentos do tipo “eu não consigo”. Ambos  são muito humanos, portanto naturais, mas acrescente a eles a palavra ainda.

Ainda é o mesmo que “até agora” ou “até o presente momento”. Coloque no lugar dessas afirmações uma outra: “enquanto isso”. É aí que o livro-amigo entra em cena, inspirando, elucidando, iluminando. Essas foram as minhas intenções ao escrever. Ou seja, enquanto “eu não sei” ou “eu não consigo”, o livro-amigo estará a seu lado para ajudar você.

Antes, é bom esclarecer que um propósito não é algo que você persegue no afã de tê-lo simplesmente por não ser recomendável uma vida sem propósito. O propósito é tanto o alvo – algo a ser conquistado – como a seta – o próprio percurso. Aliás, “a seta e o alvo” é o título de um dos capítulos.

Existe, sim, um itinerário que pode facilitar essa trajetória de descoberta do propósito. E, claro, como todo bom percurso, esse também é feito de dramas e tramas. As cancelas estão pelo caminho e o leitor terá de ultrapassá-las, mas com a ajuda do amigo. Ele estará presente o tempo todo, ora impulsionando com braço firme e forte, ora acolhendo com ombro doce e suave.

Qualquer que seja a sua situação diante do percurso, é importante lembrar que o exercício de descoberta do propósito faz da vida uma trajetória mais rica e plena.

Lembre-se: ainda é como um enquanto isso para quem reconhece que a vida é projeto. Aventure-se. A viagem, asseguro, será gratificante!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios*